Diretor de marketing da CSD participa de Webinar da PUC/PR

O diretor de marketing da Companhia Sulamericana de Distribuição (CSD), Thiago Donald, foi um dos debatedores do webinar sobre ‘Impactos no comércio de Maringá e estratégia de vendas’, promovido pela PUC na última segunda-feira (dia 11). Transmitido pela internet, o debate contou ainda com as participações do presidente da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), Michel Felippe Soares; gerente de marketing e comunicação da Cocamar, Cristiane Gondo; e do superintendente do Shopping Avenida Center, Wesley Lima.

         Em sua explanação, Donald destacou que inicialmente a companhia, que detém a bandeira Supermercados Cidade Canção em Maringá, criou um comitê multidisciplinar de crise, que conta com a presença de médicos e gestores da empresa para orientar as decisões. “Esse comitê trata todos os cenários”.

         Ainda, segundo ele, o trabalho da empresa é pautado em três pilares: funcionários, clientes e reputação/imagem. “Em relação aos colaboradores, isolamos de imediato os grupos de risco, o que gerou necessidade de contratações. O setor supermercadista foi um dos poucos que contratou, para repor a mão de obra”.

         Ele destacou ainda as orientações aos colaboradores sobre higiene e cuidados no transporte público para evitar o contágio pela Covid-19. “Distribuímos kit com álcool em gel e repelente contra a dengue, adotamos Equipamento de Proteção Individual (EPI). Seguimos rigorosamente os decretos municipais e temos forte acompanhamento médico da equipe, fazendo afastamento imediato de funcionários com sintomas de gripe e acompanhamento também dos familiares com sintomas”.

         Segundo Donald, outro pilar da empresa é o cliente. “Houve uma insegurança no início da pandemia, e apesar das orientações da mídia de que não era necessário uma correria às compras, as pessoas quiseram garantir o abastecimento. Até houve alguma indisponibilidade de mercadoria, que foi rapidamente resolvida”.

         A companhia expandiu o e-commerce: de nove lojas, em nove cidades, o serviço foi ampliado para 36 lojas, em todas as 26 cidades de atuação. “Registramos cinco vezes mais pedidos”, destacou.

         A comunicação da CSD também foi impactada. “Sempre tivemos uma rotina promocional, comunicando bem as ofertas, mas neste momento não estamos distribuindo encartes para não gerar riscos no manuseio e para que o consumidor não saía correndo às compras”. Para se comunicar, a empresa tem usado redes sociais, CRM, grupos de Whatsapp.

         Atualmente a empresa tem registrado um número menor de frequência dos consumidores às lojas “Nossas vendas, que dependem de fluxo, foram impactadas”.

         O terceiro pilar é a reputação. “Isso exigiu muita estratégia de comunicação e de monitoramento sobre o que os consumidores estão falando da marca. Fomos cobrados sobre o que fizemos e procuramos explicar todas as decisões. Evidenciamos os cuidados com os funcionários, sempre transmitindo a verdade, as medidas de proteção, como o reforço na limpeza das lojas e o atendimento aos decretos de 26 prefeituras, que têm exigências diferentes e causam complexidade à operação. Hoje servimos de referência para outros negócios”. Ele ressaltou ainda o trabalho de assessoria de imprensa, mostrando as medidas preventivas e a contribuição da empresa à saúde pública em mais de R$ 1 milhão. “Os veículos de comunicação entrevistaram clientes, mostraram canais de compra e nossas ações, que trouxeram benefícios para nossa marca”.

         No final, Donald destacou que a CSD está planejando o segundo semestre. “Hoje temos a segurança de que estamos bem estruturados”.